Os coelhos são animais que podem ser excelentes companhias para quem deseja obter um animal de estimação. Além de serem animais bastante dóceis, os coelhos não possuem um elevado custo de compra e nem de manutenção, pois além de comerem pouca quantidade de alimentos a ração para a espécie possui preços bastante acessíveis. Confira logo a seguir algumas informações sobre alimentação do coelhodicas.

Os coelhos são animais selvagens ou silvestres que trazem um instinto aguçado devido ao fato de serem a caça de diversos animais predadores. Por tal motivo, a visão e a audição do coelho é extremamente sensível, para que possa detectar a presença de seu inimigo e fugir.

Na natureza os coelhos e as lebres se alimentam de folhas e vegetais.

Embora os coelhos domésticos possuam o mesmo DNA dos coelhos selvagens, a alimentação desses animais não pode ser a mesma, posto que não é uma tarefa fácil descobrir quais tipos de folhas existentes na natureza ele poderá comer.

Os coelhos silvestres, por já terem sido criados na selva, sabem qual planta é livre de substancias que podem fazer mal. Já os coelhos criados em cativeiro não possuem mais esse instinto.

Devido ao fato de existirem diversas folhagens tóxicas ao coelho e que para nós pode parecer inofensivo segue abaixo algumas dicas.

Não é recomendado alimentar o coelho com folhagens de vegetais sem antes fazer uma consulta, pois há relatos de que a folha de batata pode levar o coelho à morte.

 

 

Por isso segue um cardápio testado e aprovado por diversos criadores:

Frutas – maça sem semente e sem casca, banana, pêssego sem casca, ameixa sem casca, nectarina sem casa.

Vegetais – cenoura, brócolis, almeirão e acelga.

Todos os alimentos devem ser muito bem lavados para eliminar os agrotóxicos utilizados no cultivo.

As sementes e as cascas também podem fazer mal aos coelhos, por isso devem ser evitadas.

A alimentação principal do coelho deve ser a base de ração.