O Tucunaré é uma espécie de peixe que podem ser encontrada em diversos rios e lagos da América do Sul . No Brasil a espécie é muito procurada pelos pescadores esportivos diante da agressividade e força característica da espécie. Confira logo mais algumas informações sobre como pescar tucunarédicas.

Algumas variedades da espécie podem ser classificadas como Tucunaré Açu, Tucunaré Paca, Tucunaré Amarelo, Tucunaré Azul, Tucunaré Pitanga, Tucunaré Vermelho e outros nomes que muitas vezes são características típicas da região.

Os Tucunarés apresentam uma variedade de aproximadamente 14 espécies diferentes.

A grande maioria atinge em média entre 3 a 15 quilogramas estando em um habitat adequado para a espécie.

Algumas dicas podem auxiliar bastante na pesca do Tucunaré, vejamos:

Os Tucunarés costumam ficar às margens dos rios e lagos, entre as vegetações, objetos submersos como troncos, galhos, pedras ou quaisquer outros obstáculos que possam lhe servir de proteção e abrido de pequenas espécies de peixes.

Algumas espécies podem ser pescadas em locais sombrios como embaixo de copas de árvores ou barrancos.

As iscas utilizadas para pesca de Tucunaré são pequenos peixes vivos, camarões ou Pitú e iscas artificiais. As minhocas podem ser utilizadas mas não possuem tanta eficácia como as mencionadas iscas.

 

 

As varas devem ser de ação rápida a média, a partir de 15 libras, devendo aumentar de acordo com o tamanho de peixes encontrados no local de pesca.

As linhas também devem ser a partir de 15 libras ou 28 milímetros, pois os Tucunarés costumas a se esconder em galhadas ou vegetações que podem cortar uma linha muito fina.

Já as carretilhas ou molinetes devem ser de acordo com o conjunto de vara e linha, devendo ser de tamanho pequeno a médio ou no caso das carretilhas deve ser de perfil baixo.

Confira algumas imagens: