A orquídea é uma planta muito famosa e admirada pelo mundo inteiro devido a sua elegância. Se não bastasse, surge agora uma nova espécie de orquídea azul quem vem aparecendo em diversas imagens de revistas e internet, causando uma grande polêmica.

As espécies naturais de orquídeas azuis são raríssimas na natureza e por isso alguns especialistas criaram diversos híbridos de orquídeas azuis e dentre eles podemos citar as chamadas Vandas e cattleyas.

As orquídeas de tonalidade azulada podem ser chamadas também de coerulea (a pronúncia é cerulia).

Atualmente, além desses, híbridos, surge um novo tipo de orquídeas azul chamada de Blue Mystic.

Trata-se de uma orquídea da espécie Phalaenopsis de cor branca que passa por um processo de coloração, onde a tinta azul é inserida na orquídea. Alguns dizem que a tinta é inserida através da raiz, outros dizem que a tinta é inserida através do caule da planta.

 

 

A Blue Mystic foi criada por cientistas holandeses e patenteada.

O valor de mercado da Blue Mystic varia entre R$ 60,00 (sessenta reais) a R$ 200,00 (duzentos reais), dependendo do porte da planta e da quantidade de flores e botões.

A diferença entre a Blue Mystic e as híbridas de orquídeas azuis esta no tom do azul. A primeira é bem azulada enquanto as híbridas possuem um tom um puxado para o roxo.

No entanto, nas demais florações, a Blue Mystic perde a cor azulada enquanto os híbridos continuarão a produzir flores azuis.

Por fim, vale ressaltar que segundo os inventores da Phalaenopsis Blue Mystic, as tintas injetadas nas plantas não provocam nenhum mal a elas, pois referida técnica foi elaborada após diversos estudos.