Os Robalos são peixes predadores que proporcionam grandes emoções aos pescadores devido a agressividade em atacar a isca. Confira logo a seguir algumas informações sobre pescaria de Robalo – dicas.

Os Robalos são peixes de escamas que vivem em aguas salgadas e salobras do Oceano Atlântico.

Das seis espécies de Robalo encontradas no Atlântico, quatro delas posem ser  pescadas no litoral Brasileiro.

Dentre as espécies de Robalo, podemos citar o Robalo Flecha e o Robalo Peva.

O Robalo Flecha é a maior espécie de Robalo da família. Pode alcançar até 1m20cm de cumprimento e pesar aproximadamente 30 quilos.

Já o Robalo Peva é uma espécie menor que não ultrapassa os 50cm de cumprimento e o peso de aproximadamente 6 quilos.

As espécies costeiras são encontradas em manguezais, estuários e baías. Também podem ser encontradas em águas salobras desde a barra até alguns quilômetros acima da foz, e isso ocorre geralmente em épocas de desova.

Os Robalos geralmente habitam os locais onde a agua é calma e “suja”, pois eles preferem locais sombreados.

A alimentação dos Robalos é a base de pequenos peixes e crustáceos, especialmente camarões e caranguejos.

Por tal motivo, as iscas mais recomendadas para pesca de Robalo são os camarões e peixes vivos.

 

 

As iscas artificiais podem ser variadas (plugs, jigs e peixes).

As iscas devem ser arremessadas próximo de galhadas, árvores, troncos ou barrancos, pois são os possíveis locais onde poderão estar caçando.

Devido ao fato de habitarem locais onde há bastante enrosco, é recomendado utilizar linhas de boa qualidade e não muito finas, pois elas poderão ser rompidas facilmente no momento em que o Robalo tentar se esconder.