A pescaria é uma arte que vem sendo praticada desde a antiguidade pelos povos antigos e pelos índios. Nos tempos atuais, a pesca já não é considerada somente como um meio de sobrevivência, mas sim um esporte ou hobby muito praticado em quase todos os países do mundo. No Brasil dentre as inúmeras espécies de peixe a Traíra é muito procurada pelos pescadores, Confira logo a seguir algumas dicas de pescaria de Traíra.

A Traíra é uma espécie de peixe que possui facilidade de adaptação e por isso pode ser encontrada em diversas regiões do mundo.

Trata-se de um peixe carnívoro e extremamente predador.

Para a pesca de Traíra é necessário utilizar um equipamento bastante resistente, pois em alguns locais é possível encontrar exemplares com mais de 10kg.

Devido ao fato da Traíra possuir dentes bem afiados é necessário utilizar anzóis encastroados ou com algum filamento de metal para que a linha não se rompa.

 

 

A pesca da Traíra pode ser feita com iscas artificiais ou naturais.

As iscas artificiais mais utilizadas são em formato de peixes, ratos e sapos.

Já as iscas naturais mais utilizadas são os peixes, coração de boi ou de galinha e minhoca.

As Traíras geralmente são encontradas em locais rasos ou entre tocos, pedras, vegetações submersas ou beiras de açudes, rios e represas.

A pesca de Traíra pode ser realizada durante o dia ou à noite.

Devido ao grande número de dentes afiados é recomendado utilizar alicates ou luvas para retirar a Traíra do anzol, evitando os eventuais acidentes com mordidas.